Redação

Combate ao Racismo

Pesquisar

Pesquisar

Topicos Recentes

  • 10

    JUN

    2018

    Consulta revela a importância da formação continuada para a educação Matemática no Brasil

    Redação em 10/06/2018

    Estudo do Mathema traz expectativas de professores para ações que façam a diferença na sala de aula e na aprendizagem dos estudantes.

    Mais de 1.800 professores de todas as regiões do Brasil (60% deles no Sudeste) participaram da consulta “Eu Ensino Matemática: a formação continuada que quero" com o objetivo de compreender quais aspectos são essenciais na formação do educador que ensina Matemática e têm potencial para fortalecer a aprendizagem dos estudantes.

    O investimento em políticas para a melhoria do ensino de Matemática é fundamental, já que é possível observar, pelo QEdu (ferramenta que utiliza tecnologia e dados para auxiliar professores e gestores públicos a tomarem melhores decisões baseadas em evidências), que a maioria dos alunos não tem o aprendizado adequado ou não aprendeu as habilidades esperadas para a sua série.

    Entre os resultados obtidos com a consulta, os respondentes elencaram como os principais motivos para os baixos indicadores de Matemática no Brasil a metodologia de ensino inadequada (32%), a formação inicial dos professores (19%) e a formação continuada insuficiente (14%).

    Neste cenário, os educadores acreditam na importância dos cursos de formação continuada para a melhoria dos processos de ensino. Aliás, a aprendizagem do estudante ficou em primeiro lugar na decisão do professor em buscar esses cursos (ao contrário do que muitos pensam, currículo e progressão de carreira não são os principais fatores decisivos nesse processo).

    A consulta “Eu Ensino Matemática: a formação continuada que quero" foi desenvolvida pelo Mathema (instituição que há 20 anos pesquisa e desenvolve métodos pedagógicos inovadores para melhorar a qualidade do ensino de Matemática) em parceria com a Rede Conhecimento Social. O projeto foi criado para descobrir quais aspectos são essenciais na formação do professor de Matemática, dando voz aos educadores para que eles expressem suas insatisfações e apontem os caminhos para a melhoria da educação continuada.

    “Compreender os interesses e as necessidades dos professores é o ponto de partida para que possamos oferecer a eles uma formação continuada que faça efetivamente a diferença na sala de aula e, consequentemente, na aprendizagem dos alunos”, explica Katia Smole, sócia-diretora do Mathema.

    Consulta

    O material foi feito a partir da metodologia de PerguntAção, que envolve o público pesquisado em todas as etapas do processo, desde a reflexão sobre o tema, a concepção do questionário, a mobilização para a coleta de respostas e a análise dos resultados.

    Participaram da consulta educadores que ensinam Matemática em escolas da rede pública ou privada no Brasil, da Educação Infantil ao Ensino Médio.

    A consulta traz diversos dados, como os que mostram os motivos para os baixos indicadores de Matemática no Brasil, o que pesa na decisão de fazer um curso de formação continuada e os aspectos ou habilidades fundamentais de um bom professor de Matemática.

    O Mathema acredita que os resultados dessa consulta podem ser capazes de nortear a criação de novos projetos e políticas de formação continuada em Matemática, essenciais para a transformação da educação do país.

    O relatório com as principais descobertas da consulta pode ser baixado no site www.mathema.com.br/euensinomatematica.

    ...

    Redação